sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

[Resenha] A história sem fim - Michael Ende

Buenas,

Já com saudades de escrever por aqui. *-*



Editora: Martins Fontes
Autor: Michael Ende
ISBN: 8533613156
Ano: 2005
Número de páginas: 392

Sinopse: 
"A História sem Fim" é a mágica aventura de um garoto solitário que passa através das páginas de um livro para um reino muito particular, o reino da fantasia. Nesta terra imaginária, numa busca original e cheia de perigos, Bastian descobre a verdadeira medida de sua própria coragem e aprende também que até ele tem capacidade para amar. O texto impresso em duas cores, verde e vinho, as belas ilustrações das aberturas dos capítulos completam o clima de encantamento que envolve o leitor.

Escrito pelo autor Alemão Michael Ende e publicado em 1979, onde narra uma encantadora e rica história, complexa em seus detalhes e seres fantásticos fascinantes.
O livro é dividido em duas cores para que o leitor se situe quando está dentro da história, ou dentro da história que Bastian (personagem) está lendo. É tranquilo no início, mas uma hora vinho é fora, depois se torna dentro, assim como o verde, e então, nesse jogo o autor consegue que precisemos deixar de raciocinar o que é dentro e fora, e só atentar em ler o livro. rsrsrs

É quando o pequeno Bastian rouba o grande livro chamado "A história sem fim" que a magia começa.
Estava a caminho da escola, uma chuva fenomenal começou a cair e a livraria era o único lugar seco mais perto. Entrou. A expectativa de que não houvesse ninguém e que pudesse apenas esperar passar a chuva, foi em vão.

O dono estava sentado à sua poltrona, com o grande livro sobre o colo, numa leitura silenciosa. Ao perceber o jovem, o livreiro fecha o livro e põe-se a conversar, apresentando-se como Karl Konrad Koreander, no que o jovem responde com seu nome, Bastian  Baltasar Bux (não é difícil notar a breve semelhança nos nomes.).

Mas então o telefone toca, e Sr. Koreander precisa atender, Bastian observa agora mais atentamente o livro que o velho lia, a capa chamativa, duas cobras que mordem o rabo uma da outra, impedindo que soltem- se ambas, letras douradas e o  nome... "A história sem fim", que leitor não sonha com um livro sem fim?, a história que poderá continuar sempre, onde seus personagens preferidos jamais terão um ponto final, senão a morte natural? Bastian, seduzido por esse sonho, decide roubar o livro. Precisa lê-lo!

Para casa não pode voltar, há seu pai lá, e ele pergunta-rá de onde veio o livro, e por que não está na escola, decide ir a escola e esconder-se em uma sala escondida que descobriu.
Imediatamente pôs-se a ler, seres fantásticos, uma imperatriz em perigo, o Herói já foi chamado, os guerreiros estão reunindo-se, o mal está a solta e busca exterminar o único salvador.
Atreiú deveria sair em uma grande busca para encontrar a resposta a misteriosa doença da Imperatriz Criança, que adoecia e junto a ela, toda Fantasia estava "sumindo".

Para movimentar-se em fantasia, há um único jeito, não existem mapas, não há Norte, Sul, Leste ou Oeste. Você precisa saber onde quer chegar, e então encontrará o lugar mais cedo ou mais tarde. Mas Atreiú não sabia o que deveria buscar, uma cura, a cura que nenhum médico, curandeiro e sábio conseguiu encontrar, isso ele precisava, mas onde?, apenas foi seguindo, pondo pé ante pé, em busca da solução. Onde não sabia, mas sabia o que "queria" e querer é uma vontade, e a vontade também move fantasia.
Então encontrou o sábio Uiulala, que diz-se ser o único que poderia dar-lhe a resposta.

Mas então as coisas passam a ficar estranhas, o livro parece saber de Bastian, ou melhor, fala seu nome... Sabe quem o lê e que trata-se de uma história afinal.
O livro o chama, ele é a cura a doença, precisa dar um nome a Imperatriz, exalta-se no medo, que livro mágico poderia ser capaz de levá-lo, e se puder mesmo, como sair?
Desistiria da história se a imperatriz não houvesse agido no mesmo instante obrigando-o a entrar e mudar o curso da história, onde o filho do Homem vem para dar vida a uma Nova Fantasia, criar uma nova história....

Pode-se dizer que o livro divide-se em dois, primeiro a busca de Atriú, e depois a própria busca de Bastian. Em encontrar-se, saber o que queria, seus desejos, o desejo mais profundo, e nessa busca ele tanto encontra seu melhor e benfeitor lado, com o seu lado negro e desejoso de poder. Uma análise psicológica sobre a personagem e posso dizer que é fácil começar a analisar-se também. rs

E aí meus amigos eu faço a pergunta que não quer calar, por que demorei tanto a ler este livro? hahaha
Fantástico, realmente fantástico!

O livro teve uma adaptação para o cinema, muitos de vocês devem tê-la visto, passava muitas vezes na TV.
Vocês devem lembrar de alguns personagens como o Drãgão da Sorte Fuchur, Atreiú e seu cavalo Artax (eu amava Artax), a Imperatriz, Bastian...

Traier:
























Nenhum comentário:

Postar um comentário

Nós adoramos os comentários e as suas opiniões!
Leu? E o que achou? Deixe um comentário!


*Comentário de cunho ofensivo sem critica construtiva serão desconsiderados
*Assim como comentários racistas e com palavras de baixo calão.